José Gabino Jr.

Mesmo Assim

Se nunca mais me visses e eu te olhasse,
Se te esquecesses que te amei um dia,
Se o teu eterno amor fosse fugace
Como a noite que sinto é triste e fria…

Se um dia me dissesses, face a face,
Que só asco por mim sentir podia…
E se tua boca me amaldiçoasse
Com louca maldição, feroz, sombria…

Se tornasses em pó minha ilusão,
Deixando que esta grande solidão
Que paira sobre mim, fatal desabe…

Se me fizesses tanto mal, eu juro
Qu’inda serias luz no meu futuro,
Que o mesmo te amaria – ou mais…
                                       Quem sabe?

Essa é uma das minhas poesias prediletas do livro Olhos no Horizonte, do José Gabino Jr. Roubei este e outro livro do Gabino de meu pai há vários anos e os reencontrei semana passada enquanto vasculhava o sótão à procura de livros pra encher a nova estante do escritório.

O Gabino foi colega do meu pai na Cemig, em Belo Horizonte, lá pelos idos de 1987. Nessa época eu ainda estava na faculdade e foi numa das férias que eu ainda passava com meus pais que eu conheci o Gabino e o vi presentear meu pai com dois livros de poesias. Lembro-me muito pouco dele e provavelmente sequer chegamos a conversar. Mas fiquei seu fã logo na primeira leitura dos seus livros.

Os dois livros são edições caseiras, provavelmente produzidas pela família dele, um de 1978 e outro de 1986. Descobri que ele publicou um livro mais recente chamado Colhidos pelo Caminho e o encomendei na Estante Virtual.

Na introdução do segundo livro, Sol Entre Neblina, ele diz que:

Se conseguir transmitir alguma emoção a pelo menos um leitor, o esforço feito estará recompensado.

Então está, Gabino.

6 respostas para José Gabino Jr.

  1. Maria Tereza disse:

    Oi, Gustavo.
    Passeando essa semana pela web fiquei feliz em ver esse seu post.
    Sou filha do Gabino e também fã de suas poesias…
    Ontem ele e mamãe fizeram 50 anos de casados e foi um dia de muita alegria e emoção para nossa família.
    Fiquei curiosa em saber de quem você é filho.
    Você já teve oportunidade de ver o último livro dele, Colhidos pelo Caminho? Ficou muito lindo.
    Faça contato comigo! Abraço, Maria Tereza

    • gnustavo disse:

      Oi, Tereza. Que agradável surpresa.
      Li sim o Colhidos pelo Caminho e gostei muito.
      Vamos continuar a conversa em pvt.
      Gustavo.

  2. Anaflávia Perilo Alves disse:

    Olá, Gustavo.

    Sou sobrinha neta do Gabino e fiquei muito feliz em saber de sua admiração por ele. A poesia do tio Gabino enfeita a nossa história familiar e enche a alma de todos aqueles que são tocados por ela. É muito bom perceber que isso acontece fora da família também. O tio Gabino é só poesia; nos enche de orgulho e nos faz acreditar que algumas pessoas deveriam ser imortais.
    Um grande abraço,
    Anaflávia.

    • gnustavo disse:

      Oi, Anaflávia. Que bom que nos encontramos. Ano passado o Gabino esteve em Poços de Caldas e visitou meu pai depois de muitos anos sem se verem. Eu não estava lá mas meu pai ficou muito feliz.

      Dê um abraço de um fã nele por mim, ok?

      E outro pra você. (Tenho uma sobrinha chamada Ana Flávia (separado assim). É um nome muito bonito.)

  3. Giovanna Penido disse:

    Sou afilhada do Gabino. E tb fiquei super feliz de ver essa publicação.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: